Publicado por: ceercomunicaciencia | 28/08/2012

Segredo da resistência das asas dos insectos

Pormenor das asas do insecto

Estudo de investigadores do Trinity College, Dublin, publicado na «PLoS ONE»

As asas dos insectos são dez vezes mais finas do que um cabelo humano. O material de que são feitas – cutícula – é muito resistente, mas devido à sua pouca grossura poderia partir com facilidade. Uma equipa de investigação descobriu o segredo da resistência das asas: a rede de nervuras que as cobre.

Os cientistas responsáveis pelo estudo publicado agora na «PLoS ONE» fizeram pequenos cortes nas asas de gafanhotos e as fissuras propagaram-se com facilidade, mas só até à nervura seguinte. Como estas formam uma completa rede em toda a superfície das asas os danos não foram suficientes para as tornarem inúteis.

Se as nervuras fossem ainda mais numerosas, as asas seriam reforçadas mas o peso impediria a eficácia do vôo, isto porque estas são mais pesadas do que a cutícula. Formam, assim, uma malha que está no seu ponto ‘óptimo’ de leveza e resistência.

Os investigadores descobriram que existe uma distância crítica de poucos micrometros, a partir da qual uma fissura é demasiado grande e pode pôr em risco o rendimento das asas. As nervuras estão distribuídas aproximadamente a essas distâncias.

As asas estão, assim, optimizadas para serem o mais leves possíveis sem que a resistência seja sacrificada.

Artigo: Veins Improve Fracture Toughness of Insect Wings

Advertisements

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

Categorías

%d bloggers like this: