Publicado por: ceercomunicaciencia | 24/03/2011

Listeria: contributo do IBMC em artigo da Science

Uma equipa do IBMC integrou um artigo da edição da Science, o qual já havia sido disponibilizado parcialmente na Science Express, publicação online que antecede o alinhamento da revista. Este trabalho, liderado pelo Institut Pasteur, estabelece, pela primeira vez, a forma como a Listeria age sobre a regulação do sistema imunológico. A Listeria Monocytogenes é uma bactéria que vive em alimentos e frigoríficos e que se pode instalar no baço, fígado, cérebro ou placenta, provocando uma a Listeriose. Os sintomas desta infecção assemelham-se muito aos de uma gripe levando a estados febris e a dores no corpo.

A equipa portuguesa, liderada por Didier Cabanes, tornou-se colaboradora nesta publicação por ter desenvolvido uma técnica de extracção de RNA da bactéria a partir de órgãos infectados. Segundo Cabanes, “apesar da técnica já ter sido publicada, o método não é de fácil aplicação” pelo que a equipa francesa solicitou o apoio português.
 
A extracção de RNA bacteriano a partir de órgãos foi fundamental para suportar os achados da equipa do Institut Pasteur, já que era necessário provar que o novo factor bacteriano identificado é fortemente expresso dentro do organismo (neste caso o modelo ratinho), intervindo no processo de infecção. A Listeria desperta o interesse dos investigadores por ludibriar o sistema imunológico e por se apropriar da maquinaria das células do hospedeiro em seu proveito.
 
O artigo disponível na Science Express prova que esta bactéria produz reguladores que actuam directamente em genes, os quais controlam a expressão de moléculas da defesa imunológica, estabelecendo a ligação directa que até agora se desconhecia. Ou seja, a bactéria produz proteínas que migram até ao núcleo das células do hospedeiro e que actuam sobre o DNA da célula, tendo por isso capacidade de controlar a forma como as células produzem moléculas de defesa. Apesar disto, a “forma como a bactéria usa esse recurso ainda não fica de todo clarificada”, afirma o investigador. No entanto, pode ter impactos graves no caso de gravidez e situações de imunossupressão. O tratamento faz-se por antibióticos e a prevenção por cuidados com determinados tipos de alimentos como charcutaria e fumeiro, queijo de pasta mole ou saladas. Na maioria dos países da Europa a infecção é de declaração obrigatória, ao contrário de Portugal.
O Grupo de Microbiologia Molecular do IBMC centra-se no estudo dos mecanismos de virulência utilizados por Listeria mocytogenes para entrar, sobreviver e proliferar no hospedeiro. Tirando vantagem dos desenvolvimentos recentes em genómica e pós-genómica e utilizando tecnologias de ponta, o objectivo deste grupo é a identificação de novos factores de virulência da Listeria, assim como novos mecanismos de acção, novo salvos celulares e novas respostas do hospedeiro à infecção. A análise de como a Listeria monocytogenes manipula as funções da célula hospedeira, utilizando modelos experimentais in vivo e in vitro, deverá conduzir à identificação de novos mecanismos que poderão ser generalizados a outras doenças no Homem e em outros animais, assim como ajudar a desenhar novas estratégias terapêuticas e preventivas.

Didier Cabanes é líder do Grupo de Microbiologia Molecular no Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC . UPorto). Tem licenciatura em Bioquímica e Doutoramento em Microbiologia Molecular, ambos pela Universidade de Toulouse. Desenvolveu o seu trabalho de pós-doutoramento no Laboratório de P. Cossart (Instituto Pasteur, Paris, França), o maior especialista mundial em Listeria. Recorrendo à genómica comparativa, Cabanes identificou várias proteínas envolvidas na virulência da Listeria. Em 2005, Cabanes criou o grupo de Microbiologia Molecular no IBMC, o qual lidera desde então.

Artigo completo http://www.sciencemag.org/content/331/6022/1319.full.html . O artigo parcial foi disponibilizado em Fevereiro na Science Express, serviço online que permite antever algumas publicações que irão sair, posteriormente, na revista impressa. JBS / IBMC

Fonte: http://noticias.up.pt

Advertisements

Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

Categorías

%d bloggers like this: